Por si só… escalando em solitário

Por Andrey Romaniuk

“A solidão é uma força que te aniquila se não está preparado a superá-la, mas que te leva além de suas possibilidades se souber usá-la para seu próprio benefício.”
Reinhold Messner

Não pretendo aqui fazer um tutorial de como escalar em solitário. Seria demais pretensioso e de uma responsabilidade imensa tentar fazê-lo apenas neste espaço. Meu intuito é de apenas pincelar sobre alguns aspectos muitas vezes desconhecidos desta modalidade peculiar de escalada.

Definições
Antes de tudo, é importante observarmos as diferentes definições entre escalada em solitário e escalada solo. No solo, não existem sistemas de segurança no caso de quedas. Resume-se apenas ao escalador, a rocha, seu saco de magnésio e algumas vezes um par de sapatilhas. É considerada a forma “mais pura” de escalada. Existem outros ricos detalhes sobre os riscos e experiências proporcionados pela escalada em solo, que terão de ficar para outra ocasião. Sobre isto, recomendo o excelente livro de Alex Huber, de título “Free Solo”, que trata exclusivamente este assunto.

Na escalada em solitário o escalador também está “sozinho”, porém utilizando técnicas e equipamentos para sua segurança no caso de quedas, diferentes das técnicas usadas ao se escalar com um parceiro. É uma maneira de escalada geralmente mais técnica e trabalhosa.

Técnicas
Antes de tentar escalar em solitário é preciso entender as técnicas envolvidas, e elas irão variar conforme se escala em top rope ou guiando. Na escalada em solitário em top rope, normalmente a corda estará ancorada em um ponto acima da via, enquanto o aparelho corre através da corda fixa durante a escalada. Já na escalada em solitário guiada as coisas ficam mais complexas. Existem diversos fatores que a tornam mais trabalhosa, e um dos principais é que normalmente uma ponta da corda estará ancorada embaixo. Isto significa que, ao terminar uma enfiada, o escalador precisa rapelar para desmontar sua ancoragem embaixo, e escalar novamente ou jumarear a enfiada para continuar sua escalada (no caso de vias longas). Isto exige um trabalho muito maior, pois o escalador passará por três vezes pelo mesmo caminho, primeiro subindo guiando, depois rapelando, e em seguida subindo novamente em top rope ou jumareando.

A escalada em solitário requer um sólido conhecimento de ancoragens, colocação de proteções, rapel, e utilização de ascensores. Existem diversos sistemas de autoseguramento que podem ser usados para escalar em solitário, desde simples nós, como o volta do fiel ou o prussik, até aparelhos especializados fabricados para este fim, como o SoloAid, Soloist ou o Silent Partner. No meio termo, existem os freios autoblocantes que também oferecem diversas opções de configurações, como o ATC Guide ou Reverso, até o GriGri, Cinch, e similares. Ainda existem os ascensores como Jumar, Croll, Ropeman, etc., que podem ser mais práticos na escalada em top rope. O fato é que todo sistema para escalada em solitário em algum momento apresenta alguma limitação, mesmo o mais simples ao mais avançado. Vai de cada escalador optar pelo sistema que mais lhe agrade.

Maiores riscos
A escalada em solitário não é tão arriscada quanto o solo, porém oferece riscos consideravelmente maiores do que escalar com um parceiro. Ela requer um grau de autoconfiança muito maior. Mesmo o menor acidente quando escalando em solitário pode tornar-se muito sério se não há ninguém por perto para ajudá-lo. É importante considerar as conseqüências antes de se aventurar em uma situação de risco. Normalmente quando se escala em solitário, somos mais conservadores; não é um bom momento para forçar os limites. Outras vezes o limite avaliado de antemão apresenta-se maior do que o esperado, e somos obrigados a ter que resolver tudo sozinho.

Maiores recompensas
Apesar da grande complexidade e maiores riscos associados a escalada em solitário, também existem algumas vantagens. A mais significante é que lhe possibilita escalar quando não existe um parceiro disponível, ou oferece um substituto a um parceiro chato. Também proporciona um maior senso de realização ao completar uma escalada por si próprio. No geral, a escalada em solitário não é para todos, mas para aqueles que dedicam tempo a aprender como funciona, e aceitam seu risco inerente, descobrindo que esta modalidade pode ser uma experiência de escalada diferente de todas as outras que já provou e também muito recompensadora. Você nunca terá boas fotos, mas com certeza terá recordações inesquecíveis.

Leia também:
Tabus do montanhismo 2, a escalada em solitário

Anúncios

3 Responses to Por si só… escalando em solitário

  1. Taylor disse:

    Na verdade eu tenho ótimas recordações das escaladas que fiz com amigos, e nenhuma em especial quando escalei em solitário, acho que isto não é pra mim mesmo, pois quando escalei em solitário, sempre foi uma escalada tensa, sem graça, pois não podia escalar no meu limite técnico, trabalhosa deveras, comprometida demais, pois tenho outras coisas boas nesta vida pra ficar me arriscando em demasia por simplesmente não ter achado um parceiro naquele dia, se não acho parceiro prefiro ir correr, pedalar, pois vai me ajudar bastante quando for escalar com os amigos. Acho até uma irresponsabilidade escalar solo ou em solitário, é jogar demasiado com a vida, pra mim não serve mais, pois o legal do montanhismo e escalada está justamente na parceria, socializar no esporte ou melhor dizendo nesta filosofia de vida de compartilhar aventuras com amigos na montanha. Enfim escalada solitário não é pra todos mesmo, quando escalei em solitário, o pouco de prazer que tive (pra não dizer que tudo foi um saco rs) foi o egoísmo exacerbado, tipo assim: “subi essa parede sem ajuda de ninguém”… e me questiono: “E daí?!”

  2. Natural disse:

    Andrey, muito bom e corajoso falar sobre escalada em solitário, pois isso é um dos tabus na escalada. Ninguem gosta de falar sobre isso e muito menos esplicar como fazer. Sempre gostei de escalar em solitário e realmente ninguem me ensinou. Na época não tinha internet e eu tinha pouco acesso a literatura de montanha, mas mesmo assim usando prussic fiz minhas primeiras escaladas.
    Não acho egóismo escalar em solitário, mas sim o exercicio pleno de suas aptidões para o esporte. Gosto de estar com amigos, mas tem vezes que é otimo estar sozinho curtindo a escalada e apenas seus pensamentos. Um abraço….

  3. Weslei Costa disse:

    Caro amigo Andrey Romaniuk, gostei muito da matéria, e parabéns pela imparcialidade, mas principalmente pela forma que abordou o tema sem deixar dúvidas de o quanto é ou não vantajoso se aventurar sozinho.
    Já fiz algumas travessias sozinho, e geralmente sou bastante criticado por amigos por isto, infelizmente devo concordar que exige muita experiência para tais feitos, porém discordo de quem diz que em hipótese alguma deva praticar escalada ou montanhismo sozinho, pois acredito até que em algum momento é importante que estejas só, pois pela minha experiência em montanha a solidão é algo que pode lhe melhorar e muito, seja no esporte ou na vida pessoal, agora é óbvio que ninguém vai escalar tudo sozinho, muito pelo contrário, na maioria das vezes irá fazer escaladas acompanhado.
    Mas como disse nosso amigo “Natural” isso realmente é um Tabu, conheço vários escaladores que só de falar que pensa em escalar em solitário já te olham como se fosse um criminoso rsrsrs… o próprio Reinhold Messner escalou muitas vezes sozinho, meu “Mentor” na escalada muito conhecido já fez escalada em solitário e tal… enfim, muitos criticam, poucos concordam e somente os mais ousados tentam, porém só conseguem realizar aqueles que com bastante técnica e desejo no coração colocam como objetivo ele e a montanha, não para conquistá-la, simplesmente escalar!
    Forte abraço,
    Weslei Costa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: